É quase uma afronta descrever algumas das propriedades do sal, pois, todos o sabemos bem. Temperar, preservar, dar sabor, isto é, não permitir que o alimento seja sem gosto. Também é bom lembrar que, encontrar uma pelota de sal em meio à refeição é horrível, desfigura o paladar, não se sente o sabor do alimento, mas, a sensação acida forte, e se a quantidade de sal for grande, perde-se o apetite.

Sabe-se também, que sal em quantidade adequada provoca aquela sede natural, mas sal em quantidade exagerada provoca uma sede anormal. Bem, o sal precisa ser em quantidades adequadas, e, quanto menos for visto, sentido, melhores os sabores, os aromas, os gostos. Significa dizer que o sal quanto mais ele desaparece no meio de uma boa refeição, mas saborosa será a refeição.

Podemos afirmar que o sal para ser útil tem que ser diluído a ponto de desaparecer e não ser visto, apenas notado no sabor do alimento. Penso que deva ser assim com um seguidor de Jesus Cristo. Ele disse: “VÓS SOIS O SAL DA TERRA” Sal em quantidade suficiente. Sal diluído, Sal esparramado. Sal que desaparece, mas, preserva e tempera de modo que todos percebem.

Em face aos acontecimentos destes dias ruins, tristes, trágicos, doloridos, muitos dos seguidores de Jesus Cristo lançam mão de bandeiras sociais, suscitam discussões e reflexões nos meios de comunicações. Promovem-se debates, fóruns. Cobram os políticos, religiosos, empresários e aqueles que de uma forma ou de outra são formadores de opinião para que estes levantem outras tantas bandeiras na tentativa desesperada de conter a violência e os males decorrentes de uma sociedade decadente como a nossa. Acho isto tudo bom, interessante, tem seu valor.

No entanto, penso eu, cabe aos seguidores de Jesus Cristo, ser sal e sendo sal desencadearem a REVOLUÇÃO DO SAL. Como uma espécie de “corrente do bem”. Sou pelo sal diluído no meio da sociedade. Sou pelo sal temperando relacionamentos, acordos, negócios, decisões, ações. Sou pelo sal dando novos sabores aos cem números de pequenas ações de injustiça que permeiam toda nossa sociedade inclusive e para mim de maneira gravíssima..a família e a igreja. Não poucas vezes observamos a injustiça nestas relações que deveriam ser as mais sadias. Sou pelo sal desaparecendo no meio da sociedade. Sou pelo sal diluído na vida. Sou pelo sal invisível mais sentido em todos os setores da existência”.

Lamento que hoje o sal se mostre em pelotas, montes, morros, montanhas. Lamento que o sal ganhou a visibilidade nas mídias. Lamento que o sal faz de tudo para ser visto. Lamento que o sal tomou forma e ficou maior que a refeição. Sou pela REVOLUÇÃO DO SAL. Quieta, na medida, invisível, em pequenas porções, em todo lugar, o tempo todo.

Sou pelo sal dentro de panela da vida onde tudo esta acontecendo. Sou pelo sal nas ruas, nos becos, nas encruzilhadas, nas esquinas, nas favelas, nos cortiços, nos condomínios, no transito, noite e dia. Sou pelo sal em quantidades suficientes para temperar e preservar. Sou pelo sal que não estraga e tira o sabor da vida. Sou pela REVOLUÇÃO DO SAL.

Acredito nesta revolução. Não acredito em campanhas, em marchas, passeatas; Acredito no sal que não é visto. No sal que acrescenta mesmo que invisível como a Graça de Deus, acrescenta SABOR A VIDA. Tomara esta revolução aconteça antes que o sal se torne insípido e seja pisado pelos homens. Que o Eterno se apiede de todos nós.

Exibições: 109

Comentar

Você precisa ser um membro de SAÚDE DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO para adicionar comentários!

Entrar em SAÚDE DO ESPÍRITO, ALMA E CORPO

Membros

Notas

AMADOS, LEIAM OS TÓPICOS A PARTIR DA PÁGINA PRINCIPAL E VAMOS PARTICIPAR MAIS DA NOSSA REDE. QUE DEUS VOS GUARDE E ABENÇOE.

Criado por Pastora-Psicanalista MÉRCES 15 Maio 2009 at 16:48. Atualizado pela última vez por Pastora-Psicanalista MÉRCES 6 Dez, 2015.

CLICK BÍBLIA-DEBATES-TÓPICOS-FORUM

Criado por Pastora-Psicanalista MÉRCES 9 Ago 2013 at 13:16. Atualizado pela última vez por Pastora-Psicanalista MÉRCES 9 Ago, 2013.

SAÚDE INTEGRAL

© 2019   Criado por Pastora-Psicanalista MÉRCES.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço